O Governo Secreto – Jim Marrs
Hipátia/Divulgação
Hipátia/Divulgação

Não é de hoje que se fala sobre a NOM – Nova Ordem Mundial. Até a Bíblia Sagrada fala sobre isso (o governo da “besta”), mas parece que ninguém acredita, por que será? É que os “cabeças” da NOM são tão inteligentes que fizeram projetos de “informação/desinformação”, de modo que eles mesmos lançam os assuntos que estão inseridos nos contextos de suas ações, e depois desmentem de forma a fazer a população acreditar que “aquela verdade” é coisa da “teoria da Conspiração” criada por eles mesmos! Bem coisa do “capeta”, heim?!

Bem, as “sociedades secretas” existem sim, assim como existe um “governo oculto” dirigindo uma conspiração mundial com fins de quebrar a liberdade e a democracia nos países que ainda se fazem presentes.

Neste incrível livro “O Governo Secreto” de Jim Marrs, você irá conhecer muito dos fatos escondidos e com detalhes, fatos que nossos livros de História não trazem em si. Nele, determinados mistérios do governo americano são revelados, de religiões clandestinas, riqueza, poder, e outros mistérios deveras instigantes. Vale a pena conferir lendo esse livro! Não podemos ficar alienados com as coisas que acontecem ao nosso redor!

Título: O Governo Secreto
ISBN: 9788573749953
Páginas: 428
Autor: Jim Marrs
Tradutora para o português: Martha Malvezzi Leal

Facebook

Publicidade

Mais uma distopia referente à “redução populacional”, o filme O PREÇO DO AMANHÃ mostra que a maioria da população (os pobres) devem morrer; enquanto que uma minoria (os ricos) devem dominar o sistema financeiro e a civilização como um todo!

Uma sociedade distópica, onde comida, dinheiro, sexo, drogas e diversões são os pontos altos, só que isso pode durar até os 30 anos de idade. Após isso o indivíduo deixa de existir. “Redução Populacional”?

Será “ficção” ou uma “projeção” para uma realidade futura? Verdade é que trata-se de um filme de “redução populacional” de forma chocante, com enganos e mentiras de um regime duro, impiedoso e ditatorial. Situação que parece não estar muito além de nossa realidade. Até porque a “câmara mortuária” do filme se parece muito com a recente “cápsula do suicídio” (ver artigo nesse site!)